Encaro o papel
Busco as respostas
em meio as palavras
Por mim mesma escritas.
Não só as respostas
Mas abrigo, anestesia.

Quando tudo me parece solidão, é ela que pra mim abre os braços.
Choro, desabo, desperto
No colo da poesia.