VICE-VERSA

22 de Maio de 2011 aureomarins Poesias 455

Graças, senhor meu Deus
Pela suprema ventura de ter nascido
E, nos caminhos da vida, conhecido
A felicidade e a tristeza,
A fartura e a pobreza,
A humildade e a soberba,
Que lapidaram meu coração e minha “ALMA”



Que desgraça, senhor meu Deus
Pela desventura de ter nascido
E, nos caminhos da vida, conhecido
A humilhação, a chibata, a tortura,
Todas dores tão doidas,
Que dilaceraram meu coração,
Mas não a alma, pois escravo,“ALMA” não tinha.


Leia também
LUSO-BRASILEIRO - Des-História Universal há 2 horas

LUSO-BRASILEIRO Assim como a cor d'olho não colore Aquilo que se tem ...
ricardoc Sonetos 5


Uma Tal Pedra há 19 horas

No meio do caminho de muitas famílias, agora tem uma pedra... Tem uma...
a_j_cardiais Poesias 24


Mundo da Gataria há 20 horas

Gato criado com mordomia, não conhece o mundo da gataria. Não sobe nos...
a_j_cardiais Infantil 45


A história do amor há 20 horas

A história do amor O amor sempre existiu Em muitas formas Em várias ...
pfantonio Poesias 35


AFRO-AMERICANO - Des-História Universal há 21 horas

AFRO-AMERICANO Terra da Liberdade, a Norte-América Tornou republicana ...
ricardoc Sonetos 9


"Primeiro encontro" há 1 dia

Olha, te recordas da primeira vez que eu te vi? não foi só pra me distr...
joaodasneves Mensagens 7