Os tijolos

29 de Setembro de 2011 Rafael Otávio Modolo Poesias 633

Vi tijolos...
Tijolos brancos, pretos...
Tijolos amarelos, tijolos vermelhos...
Tijolos, tijolos, muitos tijolos...

Eles estavam, porém, apartados,
Em montes separados,
Em opostos lados,
Sem qualquer junção...

No meio, então, vi,
Um profundo buraco,
Cimento em saco,
E água no chão...

Um dos tijolos rolou,
Molhou-se na água,
Derrubou cimento,
E em outro grudou...

Imitando o primeiro,
Um após outro,
Moveu-se e rolou,
E ao semelhante colou...

Com grande destreza,
Subindo em altura,
Em firme moldura,
Um muro se formou...

E os outros tijolos,
Sem cimento ou água,
Somente com mágoa,
Nada entenderam...

Enfim, à margem ficaram,
Mas se vinham da mesma fonte,
Por que não se juntaram,
Para fazer uma ponte?


__________________________________

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
A dor fazia lembrar. há 8 horas

Eu lhe atribui tudo de muito vil... No mais absoluto reflexo e pensar. P...
elisergio Sonetos 15


Meu sonho de mulher há 11 horas

Você é o meu sonho de mulher meu pensamento que se tornou realidade.. C...
anjoeros Poesias 9


Um encontro,mil borboletas no estômago... há 11 horas

Te conheci um dia Sem grandes pretensões. Uma amizade,um momento E de r...
anjoeros Poesias 5


Morena,doce veneno há 11 horas

Morena,pequena. Doce veneno que não se pode guardar. Intensa e forte, ...
anjoeros Poesias 10


Amor na net há 18 horas

Hoje em dia,quem não está sempre ligado na net? Impossível não estar. N...
anjoeros Artigos 13


A mulher certa há 18 horas

ME RASGA TODO,ME MORDE, ME PÕE CONTRA A PAREDE E ME MOSTRA QUE EU ESCOLHI...
anjoeros Poesias 18