"Eu te amo!"
Quantas vezes eu já ouvi essa exclamação!
Pai, mãe, família, namorado...
No final, são tudo exclamações ao vento.

Eu mereci ser amada?
Não estou mencionando a família,
como mencionei em meu segundo verso.
Menciono aquele o qual queria uma família.

"Acabou!" - também ouvi várias vezes.
Foram idas e vindas,
Até que um dia, acabou-se de verdade.
Meu coração se despedaçou,
Minha hemorragia interna começou-se.

"Culpa sua!" - ouvi e conformei várias e várias vezes.
Minha cabeça está confusa. Não consigo pensar.
Quando arrisco a pensar meus olhos enxem de lágrimas
Sinto saudades de ti, muitas saudades.
Saudades as quais espero que o vento do destino as leve
Em algum dia se for possível...