A canção do deserto

29 de Dezembro de 2011 William Adriano Poesias 460

A canção do deserto
(de William Adriano)

Meu deserto me chama
Se de outro não me fascina
Pois cada um tem seu fado
Cada qual sua deriva

Meu deserto me chama
Ele sabe meu nome
Nas areias do tempo
Aprenderei a “Lição”

Não tem como fugir
Ao destino da luta
Nem da sede e da fome
O chamado flui sorrateiro

Pois o deserto é um casulo
Um sonho novo que aponta
O santo caminho da vitória
Do peregrinar da trilha eterna

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
//canticospelapaz.blogspot.com/

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Poema Rosa Para um Dia de Sol há 14 horas

A Rosa Emília A Rosa que an...
a_j_cardiais Poesias 38


Poema Suado há 14 horas

Estou num deserto de inspiração... Nada passa por aqui... Nem ladrão. ...
a_j_cardiais Poesias 32


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 3 há 17 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 8


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 2 há 17 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 10


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 1 há 17 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 7


""Ser deficiente, não é o final"" há 2 dias

Nos somos todos iguais, E ao mesmo tempo diferentes, Somos todos normais,...
joaodasneves Poesias 13