Aquela antiga canção

08 de Janeiro de 2012 William Adriano Poesias 331

Aquela antiga canção
(de William Adriano)

Como era mesmo aquela antiga canção?
As lembranças se misturaram com meus sonhos
O passado e o presente dificilmente
Norteiam meu futuro desse jeito

Quem cantava aquela antiga canção?
Me lembro das festas e quermesses
Dos encantos e desencantos
Dos lábios balbuciando a melodia

Era a banda no coreto ou os meninos na garagem?
Apenas sinto falta de uma melodia esquecida
Que me contava coisas que agora já me esqueci
Só sei que era uma canção feita com o coração

Mesmo que agora eu não consiga me lembrar
A essência desse sentimento já prolifera
Adentro deste meu amnésico coração
E agora eu já sei as verdades que se apresentam

Aos poucos vou me recordando de uma gaita
Um refrão que falava de um amor distante
Comecei até a assobiar sem querer
Mas por fim fiquei apenas com o sentimento

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
//canticospelapaz.blogspot.com/

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
LUTA ARMADA há 6 horas

LUTA ARMADA Aqueles tidos como imprescindíveis Pelo afã de lutar toda...
ricardoc Sonetos 4


Paz Celestial há 17 horas

Paz na alma é muito mais Do que paz de mente... pois passa desta par...
kuryos Artigos 11


Poema Rosa Para um Dia de Sol há 1 dia

A Rosa Emília A Rosa que an...
a_j_cardiais Poesias 55


Poema Suado há 1 dia

Estou num deserto de inspiração... Nada passa por aqui... Nem ladrão. ...
a_j_cardiais Poesias 44


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 3 há 1 dia

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 19


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 2 há 1 dia

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 12