Hoje olhei para o céu e pedi:
- Deixa-me ficar mais um pouco
Porque faltam tantos lances
Que ainda não pude ver
Da obra que Tu criaste.

- Deixa-me ficar mais um pouco
Ouvindo o canto dos pássaros,
O rumor da cachoeira cravada
No verde corpo da montanha.

- Deixa-me ficar mais um pouco
Ainda não terminei o aprendizado
E o espírito não está preparado
Para o momento da apresentação
Sem ter aprendido a lição
Que o Mestre mandou estudar.

- Deixa-me ficar mais um pouco
Para encher os meus olhos
De azul das águas do mar,
E assim poder entender
Qual era o Teu propósito
Quando criaste tudo que existe.

- Deixa-me ficar mais um pouco
Para que eu continue a Te receber
No instante em que o sol
Rasga o escuro véu da noite
E Te agradecer ao pôr do sol
Por tudo que Tu me dás.

- Deixa-me ficar mais um pouco
Para unir minha voz a de tantos
Implorando a Tua misericórdia
Para amenizar tanto sofrimento
Vivido neste momento
De transição da humanidade.

27/08/05.