O retorno

27 de Janeiro de 2012 Gisela Cardoso Poesias 661

Andei meio afastada das letras.
Cortaram-me as mãos!
Arrancaram a poesia de mim!
Arrancaram a minha alma.
Minha presença simplesmente desapareceu.

Entrei em uma certa fase produtiva,
Mas o que aparentou ser bom,
Durou pouco...
Infelizmente, sofri essa rasteira da vida.
Doce vida amargurada...

Queria poder me despedi,
Poderia me dizer "Olá"
Mas já não faz sentido,
Assim como meus versos
Escritos em uma página
De um triste livro mofado...

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
A Origem e a Razão de Ser de Tudo há 1 hora

Deus não criou todas as coisas para depois intentar formar uma Igreja. Ao...
kuryos Artigos 6


ETERNAL (rondó) há 14 horas

ETERNAL (rondó) Não o poeta, sim a poesia Em cada verso haveria- De ...
ricardoc Poesias 6


Sintomático há 19 horas

Divagando pela favela, penso nela olhando a aquarela do sol se pondo. ...
a_j_cardiais Sonetos 38


"Minha humilde casinha" há 3 dias

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 20


Se Poema For Oração há 3 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 81


"Bailei com a solidão" há 3 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 17