MEU AVESSO

28 de Janeiro de 2012 Maria Hilda Poesias 458

Sobe a espiral de incenso.
De mãos postas eu me levanto,
Das palavras sinto o encanto
E o perfume no ar suspenso.

Há muita paz no ambiente.
Deus está aqui, eu penso,
E o sol de brilho intenso
Resplandece como a fé da gente

Orando fervorosamente.
Em mim se faz a harmonia,
O momento é pura poesia
E o incenso envolvente

Não evola indiferente.
Ele penetra as entranhas
E cheio de artimanhas
Faz-me ver que realmente

O Pai está em sintonia
Com seu amor e doçura.
A loa sai da partitura
Nas vozes do coral, alegoria

De anjos feitos de gesso.
O canto penetra minh’alma
E tudo no universo se acalma.
Senhor, não conhecia meu avesso!

Vi minh’alma como a fizeste,
Simples sem a capa da vaidade
E neste instante de humildade
Agradeço a vida que me deste.

09/10/10


Leia também
Bendito Amor Eterno há 19 horas

Quando pensamos que Jesus disse que todo aquele que lhe foi dado pelo Pai, ...
kuryos Artigos 11


"Vendo" há 21 horas

Hoje vendo um corpo sem alma, e um extrovertido coração partido, uma ...
joaodasneves Acrósticos 7


"Te amo vinho tinto" há 23 horas

Tu meu querido vinho tinto, és e serás a minha inspiração, Ter o cop...
joaodasneves Poesias 9


Gradeados há 23 horas

O céu está logo ali, depois dessa janela enjaulada... Meu amor é qua...
a_j_cardiais Poesias 50


Vida Artística há 1 dia

Não quero viver ao Deus dará... Sei que aqui, em se plantando tudo dá....
a_j_cardiais Poesias 41


"Eu sou boémio" há 1 dia

Eu em criança já era rebelde e um pouco vadio. Usufruía da noite, mesm...
joaodasneves Acrósticos 5