Não quero nada secreto...
Se trago algo escondido,
é a questão do viver poesia.
Talvez seja uma mania.

Às vezes, nas entrelinhas,
eu escondo uns soluços
ou deixo palavras de bruços,
que é para ninguém ver.

Isso é para esconder
o meu ponto fraco...
E poucos vão entender
este meu traço.

Muitos pisarão nas rimas
com prazer,
e ainda vão dizer:
ah, isso eu faço!

A.J. Cardiais
30.05.2011