Te dou a minha permissão para me abusar,
Use, abuse, eu não mais me pertenço.
É uma oportunidade única, tem que aproveitar.
Guarde energia, isso é só o começo.

Meu corpo é um brinquedo versátil,
Pode fazer o que você quiser
Não é fraco, vulnerável, nem frágil,
Mas também não é um receptáculo qualquer.

Não é do meu feitio fazer isso,
Só busco novos prazeres e experiências.
Não quero algemas, nem compromisso,
Só peço que mantenhamos certa constância.

Cansei de paixões perdidas, dores sofridas.
O tempo é curto e o mundo está acabando.
A minha vida deve ser mantida
Com a felicidade em mim permanecendo.

Se faço isso é porque tenho razões:
Sou uma bomba de hormônios e carência.
Só há sangue nos nossos corações,
Significa que para melação não tenho paciência.

Jamais se aproveite de minha ingenuidade,
Meu nível de ódio é bem maior que minha idade.
Posso te fazer sofrer
Na melhor hora de prazer.