O fato, a revelação e os versos
(de William Adriano)

O fato

Um instante de cor
Um facho de luz
Da penumbra à revelação
Matizes que se equilibram
No ritmo de cada melódico verso
É assim o fato

A revelação

Dócil e paciente natureza do fato
Que se revela sutilmente
Por de trás dos bastidores
E ai a luz revela
Traços ocultos na tela

Os versos

Nas arestas deste estranho enquadramento
Em cada canto um canto
Em cada verso um verso
O opaco de repente cintila

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
http://canticospelapaz.blogspot.com/