Às vezes um poema é pobre,
mas a ideia é nobre.
Às vezes é preciso misturar
o ouro com o cobre.

Cada poema tem uma serventia
morando na filosofia.

A.J. Cardiais
05.10.2015