O calor se foi
E no frescor da manhã
Já nasce o outono
Entre nuvens escuras
O sol se esconde
Dentro da alma responde
Um amor sem sombras
Noto que há tristezas
Tudo fica sensível
Difícil de entender
Será o outono de folhas secas?
Que se espalham pelo
Chão da alma
Ou falta de inspiração
Na penumbra que assola
Esse tempo já vai passar
Logo o sol volta a brilhar
A abraçar os rios, aquecer o mar
Volta com o sorriso nos lábios
Brota na luz do teu olhar
Com a primavera a florir
Enfeitando o caminho
Por onde iremos caminhar