Telhado ancião...

21 de Março de 2012 Flávia Angelini Poesias 421

Telhado ancião...

Histórias que rimam com pontos
a brisa que a manhã aflora
lua escancarada no vago espaço
a ampulheta da vida em halo de fel...

O pão em brilho enluarado
entre acordes e harmonia celeste
como semente do chão a brotar
ao nascer do sol a inquieta fome...

São raras as janelas que se abrem
ante ao relógio do quartinho pobre
ao sinal do poema pela calçada trilhado
onde o vento fez cantiga de ilusão...

Rejeita a noite a tela do caráter
agasalho que cobre o colo junto ao leito
e a tristeza em grito satisfeito
é a sombra da solidão o brilho no peito!


* A solidão dos idosos, tema que assola ao mundo, é triste realidade daqueles que um dia foram os alicerces para o crescimento de seus filhos!

Flávia Angelini

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Paz Celestial há 5 horas

Paz na alma é muito mais Do que paz de mente... pois passa desta par...
kuryos Artigos 5


Poema Rosa Para um Dia de Sol há 20 horas

A Rosa Emília A Rosa que an...
a_j_cardiais Poesias 38


Poema Suado há 20 horas

Estou num deserto de inspiração... Nada passa por aqui... Nem ladrão. ...
a_j_cardiais Poesias 34


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 3 há 23 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 12


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 2 há 23 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 10


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 1 há 23 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 10