Lembranças

23 de Março de 2012 André Pinto Poesias 462

Ao ver-te, sinto ainda meu coração
Palpitar e dizer teu nome!
Ao ver-te, ele dispara e bate num
Ritmo acelerado como se pedisse socorro!
Nada do que eu diga trará o que vivemos!

Nada do que eu faça lhe demoverá
De sua decisão!
Respeito isso. Não concordo, mas respeito.
Fico com as lembranças boas
E também as más.

Pois servirão de reflexão
Para não repetir os mesmos erros!
Ter podido um dia ter-te em meus braços
Valeu tudo o que vivemos.
O prazer gerado; a alegria do beijo.

Tudo foi válido e nada será rejeitado
Valeram os momentos que para mim
Serão lembrados sempre!
Eternizados no teu sorriso e no teu abraço.
Afinal, amar nunca será em vão!

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Pelo Espírito há 2 horas

Nada do que Jesus cita no Sermão do Monte nos capítulos 5 a 7 do evangelh...
kuryos Acrósticos 4


A Linha da Vida há 4 horas

O futuro é daqui a pouco, mas talvez não possamos vê-lo. A vida é com...
a_j_cardiais Poesias 26


Obedecendo o Vento há 18 horas

As folhas caem, e eu quero falar sobre isso, sem me preocupar com o feiti...
a_j_cardiais Poesias 36


"Verão na Europa" há 21 horas

Hoje começou o verão Mas todos os dias, são dias de verão O verão na...
joaodasneves Poesias 8


"Maria Emília" há 22 horas

Meu amor Antes de tu nasceres Raramente eu pensava em ti Iria com o pass...
joaodasneves Acrósticos 8


"Sou" há 23 horas

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 10