Não cabe a covardia quando se
olha diferente o pôr-do-sol na
esperança da mudança
por um novo amanhã