Os “Ais” Colossais

28 de Março de 2017 Pr CJJacinto Poesias 153



“Ais “ colossais são latentes gritos de dores
Pulsando nos leitos de inóspitos hospitais
Choros se ouvem nas estepes das necrópoles
Gemidos de laços de saudades que tanto apertam
As guerras parem as tantas viúvas
Nas batalhas desabrocham os mais tenros órfãos
Quantas dores a humanidade já sofreu!
Imagine todas reunidas num minuto só?
O homem ainda encontra alegria num bar
Outros festejam a brevidade dos bravos
As seqüelas podem perdurar pelos milênios
Assim o homem fecunda o seu próprio sofrimento
Fugindo da morte como um furacão sem destino
Deixa a memória e vive o esquecimento frio
Como os desesperados que se agarram a terra molhada
Esperando a alegria de possuir parte do mundo
Mas nos asilos os anciãos derramam a vida perdida
O mundo inteiro é um campo semeado de lagrimas
Século após século, as pelejas escrevem a historia
Quando o homem ressoa os seus bons “ais”
Já por entre espinhos beija a rosa alma
Viveu e morreu entre os viventes
A parodia da vida não tem fim
Se o homem não recebe na luz da reflexão
A revelação de seus delitos e suas loucuras
Morre na vida inerte pensando
Que sem arrependimento alcança o reino das estações eternas.


Clavio J. Jacinto

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
MAIS NOVÍSSIMAS TROVAS há 2 horas

QUADRAGÉSIMA QUINTA -- “Eis aqui um conto de réis! Ali, um milhar d...
ricardoc Trovas 10


AMANTES MORCEGOS - ECOSYS há 4 horas

PÁSSAROS voam na madrugada, MADRUGADA dos amantes, AMANTES, em êxtase, ...
juniorcampos Poesias 12


Não pode faltar Deus- ECOSYS há 4 horas

DEUS ouviu meu pedido, PEDIDO com muito amor, AMOR não pode faltar, FAL...
juniorcampos Poesias 13


QUASE INVERNO - ECOSYS há 4 horas

Sol onde estás? Estás escondido? Escondido traz-me frio, Frio não co...
juniorcampos Poesias 13


ALDRAVIA há 4 horas

cheiro de chuva cheia de charme!...
juniorcampos Poesias 11


Herança do Meu Pai há 4 horas

Meu pai deixou como herança além do amor à festança, o valor da hones...
a_j_cardiais Poesias 28