ORAÇÃO

24 de Abril de 2012 Paulo Bomfim Poesias 576

Senhor!
- Livrai-nos de um amor
inexpressivo pela vida e de um temor
sem nome pela morte.

- Livrai-nos
do demônio do tédio,
da tentação do atordoamento,
dos infernos da rotina,
do fogo fátuo do orgulho
ou da tepidez de falsas humildades.

- Livrai-nos
dos avaros de paixão,
do enxofre da subserviência,
do purgatório da indiferença,
do exílio da ingratidão,
da asfixia de rótulos e de amarras,
da gangrena de toda a covardia,
ou do deserto do desamor.

- Livrai-nos
da tentação de sermos
superiores ou inferiores a alguém,
do pântano das frustrações,
das máscaras dos vícios,
da fantasia das virtudes,
das fugas, da depressão,
da miragem dos caminhos,
da ferrugem do ódio,
da atrofia da força,
do viver sem vocação.

- Livrai-nos dessas tentações
ou livrai-nos de nós mesmos.
Agora e para todo o sempre

Amém!

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Deixe Esse Amor Crescer há 8 horas

Deixe esse amor crescer... Ele está brotando em um coração árido. De...
a_j_cardiais Sonetos 28


Ás palavras não são mais meu legado. há 9 horas

Fiz-me silenciar por que te perdi! Tu me revogara a licença concedida, D...
elisergio Sonetos 6


Não há o que comemorar. há 9 horas

Não há de fato o que comemorar! A virgem do sertão não é independente...
elisergio Sonetos 6


A vida depois daqui! há 9 horas

Ver que a morte não é o fim, é o início! Disse-me com amor chamando de...
elisergio Sonetos 6


Os sentimentos podem se quebrar. há 9 horas

Apesar de tudo havia um quê de saudade, Sufocando todos os gritos de desp...
elisergio Sonetos 6


Tantos dedos em riste e nenhuma mão para ajudar. há 9 horas

Havia em mim aquele alto silêncio, E o velho monge insistia em quebrar. ...
elisergio Sonetos 6