As Sandálias de Moisés

07 de Abril de 2017 Pr CJJacinto Poesias 216

As Sandálias de Moisés


Peregrino era em terra árida
Em pedregais jaziam as auroras
Na noite do perigo luziam as estrelas
Um vago paradigma na escuridão

Corre moisés fugitivo
Nas encostas do mar distante
Sem lanternas e o apagar das nuvens
Um luar de prata nas tendas das ervas

Na fuga em seus choros e sustos
Nas sombras de um ermo gelado
Entre tintas de orvalho escreve seu medo
Para onde fugirei de mim mesmo ?

Mas uma sarça em fogo, tanto ardia
Mais penetrante que a luz do meio dia
Moisés reflete o fulgor em seu olhar
No chão de areia e pedra, um clarão a raiar

Moisés ouve a voz que o chão tremia
Do fogo da glória excelsa voz dizia
Tira Moisés as sandálias de teus pés
Teu chão é sagrado, e chamado tu és

Moisés tirou as sandálias em rendição
A aurora celeste irradiou seu coração
A glória das nuvens e um homem prostrado
Da luz magnifica um homem transformado

As sandálias de moisés, tão velhas e usadas
Caíram entre os grãos de areia da noite fria
Por onde os pés sedentos, que protegia
Descalço e sandálias que cobrem o rosto


Clavio J. Jacinto

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
MAIS NOVÍSSIMAS TROVAS há 2 horas

QUADRAGÉSIMA QUINTA -- “Eis aqui um conto de réis! Ali, um milhar d...
ricardoc Trovas 10


AMANTES MORCEGOS - ECOSYS há 4 horas

PÁSSAROS voam na madrugada, MADRUGADA dos amantes, AMANTES, em êxtase, ...
juniorcampos Poesias 12


Não pode faltar Deus- ECOSYS há 4 horas

DEUS ouviu meu pedido, PEDIDO com muito amor, AMOR não pode faltar, FAL...
juniorcampos Poesias 13


QUASE INVERNO - ECOSYS há 4 horas

Sol onde estás? Estás escondido? Escondido traz-me frio, Frio não co...
juniorcampos Poesias 13


ALDRAVIA há 4 horas

cheiro de chuva cheia de charme!...
juniorcampos Poesias 11


Herança do Meu Pai há 4 horas

Meu pai deixou como herança além do amor à festança, o valor da hones...
a_j_cardiais Poesias 28