Saudades

02 de Maio de 2012 João pinheiro Poesias 511

Deitado na varanda ouvindo o canto do vento que passa a assobiar, vento que sopra as folhas das árvores começam a balançar.
Vento de primavera, o cheiro da terra me encanta a sonhar em tempos que vivia na minha cidade ficava a pensar; um dia vou embora pra nunca mais voltar.
Esse dia chegou longe da minha cidade estou, sempre que chove sinto o cheiro da terra me pego a chorar lembrando dos tempos em que era feliz.
tempos que não voltam mais, fico aqui na minha varanda ouvindo o vento a cantar melodias melancólicas , e os olhos tristonhos começam a chorar.


Leia também
ACONTECIMENTOS há 23 horas

ACONTECIMENTOS Em face das recentes desventuras, Que tenho atravessado...
ricardoc Sonetos 10


Cultivando Observações 2 há 1 dia

Vivo colhendo frutos, que a sociedade não se importa. Minha vida é uma ...
a_j_cardiais Poesias 33


Conflito Interno há 1 dia

Está tudo aí para eu escolher sobre o que escrever... Existe um vazio d...
a_j_cardiais Acrósticos 28


Grito Escandaloso há 1 dia

Tirem o martelo do meu caminho... Meu juízo é perfeito apesar do defeit...
a_j_cardiais Acrósticos 42


Bom dia! há 1 dia

"Um bom dia ajuda a motivar a vida das pessoas e acima de tudo, um bom dia ...
anjoeros Artigos 15


Tudo o que agora me desfaz. há 2 dias

Cheio de um pleno vazio sobrenatural! Uma saudade não tida em outros carn...
elisergio Sonetos 12