Pare

03 de Maio de 2012 William Adriano Poesias 459

Pare
(de William Adriano)

Pare, se você ainda não encontrou a resposta
Pare, e reflita com calma cada sinal na trilha
Se existem muitas ramificações e bifurcações
Não tenha medo de voltar atrás se for preciso

Não somos escravos da nossa própria ignorância
Não nascemos para alimentar falsas esperanças
Se existem muitas alternativas e possibilidades
Não se iluda com as finitas derrotas passageiras

A estrada da plena realização não tem fim
Não é possível estipular uma metodologia
E nem nos sentarmos na beira do caminho
Para prosearmos sobre nossas infelicidades

Mas se você decidir parar por um instante
Feche seus olhos e veja o sentido da trilha
Para qual caminho você realmente quer ir
E o quanto você se entregará em cada passo

//canticospelapaz.blogspot.com.br/
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Lembra? há 1 dia

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 13


Principio há 1 dia

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 10


Viandar há 1 dia

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 10


Fluxo do tempo. há 1 dia

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 11


Sou há 1 dia

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 10


Ame...! há 1 dia

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 8