Noite de inspiração

04 de Maio de 2012 João pinheiro Poesias 328

No alto das colinas os lobos famintos a uivar em uma sinfonia apavorante, sobre a lareira fico aconchegante olhando as brasas arderem em chamas no frio da madrugada...da janela através do vidro vejo a neve caindo lá fora, leve como o vento que sopra...branca como algodão...em baixo de um carvalho uma caminhonete velha traçada pelo tempo abriga alguns animais que por aqui passam.
Sobre os galhos do velho carvalho o vento passa assobiando e os lobos vão uivando, noite intensa de inverno.
Na lareira as brasas que antes me aqueciam renúncia seu ardente queimar e se despede em cinzas...noite em que a insônia me fez companhia...junto com o esplendor nascer do dia me recolho ofegante depois de uma longa noite de inspiração.


Leia também
Para quem é a Mudança da Lei de Moisés há menos de 1 hora

O apóstolo Paulo afirma que o crente não está sob a lei e sim sob a gr...
kuryos Mensagens 5


Cultivando Observações - 1 há 2 horas

Eu vivia arrastando silêncios, pelas plataformas da vida. Agora dispenso...
a_j_cardiais Poesias 17


"É tarde demais" há 4 horas

Não há mais tempo Não adianta agora chorar É tarde demais. É tarde ...
joaodasneves Poesias 8


"Amada Amante"... há 4 horas

A primavera chegou, sai como sempre o dia estava bonito, o sol brilha...
joaodasneves Prosa Poética 4


"Eu queria" há 4 horas

Eu queria tanto beijar a tua boca e abraçar-te intensamente. Eu queria t...
joaodasneves Pensamentos 3


"Sabor dos teus beijos" há 4 horas

Parece que foi ontem vi-te passar naquela estrada Cruzei contigo um simpl...
joaodasneves Poesias 5