VIA DOLOROSA

24 de Agosto de 2017 Pr CJJacinto Poesias 173

No cálice de meus "ais" vi negruras
De meus pérfidos pecados, que agonia!
Gotas do fel de minhas iniquidades
Farpas de meus impulsos e rebeldias

No cálice tão imerso em atrocidades
Na obscura seiva de tantos calafrios
Meu medo e incertezas e tormentas
Nas garras de minhas ilusões vazias

Lá estava, passo a passo, carregando
Em triste fontes do mais real terror
A cruz mortal e meus letais pecados
Nos ombros esfacelados, o meu Salvador

Na via dolorosa, que era meu caminho
Nessa senda terrivel de meus desespero
Lá estava Ele, por mim, insultos, injuriado
Eu leproso pecador, por essas pisaduras
Fui sarado...

Clavio J. Jacinto


Leia também
DE RENOME há 11 horas

DE RENOME De certo, alguém que não eu, N'um lugar que não aqui, Viv...
ricardoc Sonetos 6


EM LARGA MEDIDA há 20 horas

EM LARGA MEDIDA Duvido porque penso, não por cético. Há-que se quest...
ricardoc Sonetos 10


ALJÔFAR há 2 dias

ALJÔFAR Cintila sobre a face embevecida Essa lágrima só de maravilha...
ricardoc Sonetos 8


UM GULOSO CEGO NO CABARÉ há 2 dias

O homem chega no cabaré e a dona do brega oferece: -Tenho uma mulata e um...
reribarretto Humor 41


EM GRUPO há 2 dias

EM GRUPO Ser mais um entre muitos ou não ser? Eu, para bem ou mal, me ...
ricardoc Sonetos 17


CICATRIZES há 3 dias

As lágrimas não mais caiam, Pois já era um outro dia, Mas, ainda exist...
juniorcampos Indrisos 20