O viajante

09 de Maio de 2012 William Adriano Poesias 488

O viajante
(de William Adriano)


Um olhar que surge
A forma que desponta
A luz dá seu contorno
Uma nova estrela nasce

O caminho, a ciranda dos astros
A dimensão, o alcance do olhar
A viagem sem volta, partir
A decisão, do viajante cósmico

Além das estrelas e galáxias
Muito além da nossa compreensão
Tudo começa num sorriso assertivo
Tudo começa numa decisão

Leva consigo na memória um olhar
Uma perspectiva da realidade
Talvez não deixe nenhuma lembrança
Pois pegadas infinitas
Se dissolvem na poeira do espaço


//canticospelapaz.blogspot.com.br/
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
ETERNAL (rondó) há 10 horas

ETERNAL (rondó) Não o poeta, sim a poesia Em cada verso haveria- De ...
ricardoc Poesias 6


Sintomático há 16 horas

Divagando pela favela, penso nela olhando a aquarela do sol se pondo. ...
a_j_cardiais Sonetos 37


"Minha humilde casinha" há 2 dias

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 18


Se Poema For Oração há 3 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 79


"Bailei com a solidão" há 3 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 16


Perseverar Até o Fim – Parte 1 há 3 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 31