O viajante
(de William Adriano)


Um olhar que surge
A forma que desponta
A luz dá seu contorno
Uma nova estrela nasce

O caminho, a ciranda dos astros
A dimensão, o alcance do olhar
A viagem sem volta, partir
A decisão, do viajante cósmico

Além das estrelas e galáxias
Muito além da nossa compreensão
Tudo começa num sorriso assertivo
Tudo começa numa decisão

Leva consigo na memória um olhar
Uma perspectiva da realidade
Talvez não deixe nenhuma lembrança
Pois pegadas infinitas
Se dissolvem na poeira do espaço


http://canticospelapaz.blogspot.com.br/
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.