ALMA DESERTA

12 de Novembro de 2017 Vanessa Soares Poesias 123


Viajando na imensidão
de um mar de ilusão,
encontro-me perdida
e sem saída.

Em meio a essa escuridão
desmesurada que densamente desatina,
a minha alma vagueia deserta
nessa estrada difusa e cansativa.

A todo o momento busco
uma maneira contundente
que me livre desse estado
infeliz e deprimente.

Não sei até quando
tudo isso ficará me atormentando,
no entanto continuarei sonhando.

E mesmo que neste momento
minha alma esteja deserta
de uma coisa estou certa,
por mais que os caminhos
da vida sejam afanosos
não vou deixar de sorrir
e muito menos desistir.


Leia também
"Estou triste" há 2 horas

A noite se instala em mim. Lá fora, apenas o silêncio da noite e o teu o...
joaodasneves Poesias 4


"Estou cá a matutar" há 2 horas

Esses dias ando meio triste muito confuso, ando a querer isolar-me, f...
joaodasneves Pensamentos 4


A Humildade nos Cai Bem há 7 horas

Se o domínio total é do Senhor, porque o poder pertence a ele, isto dever...
kuryos Artigos 8


Fuga da Inspiração há 8 horas

Preciso terminar um poema que comecei numa empolgação danada... Dep...
a_j_cardiais Poesias 39


Um Dilema há 9 horas

Estou aqui reclamando da minha "vidinha", enquanto tem alguém por aí que...
a_j_cardiais Poesias 38


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 6 há 11 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 15