ALMA DESERTA

12 de Novembro de 2017 Vanessa Soares Poesias 27


Viajando na imensidão
de um mar de ilusão,
encontro-me perdida
e sem saída.

Em meio a essa escuridão
desmesurada que densamente desatina,
a minha alma vagueia deserta
nessa estrada difusa e cansativa.

A todo o momento busco
uma maneira contundente
que me livre desse estado
infeliz e deprimente.

Não sei até quando
tudo isso ficará me atormentando,
no entanto continuarei sonhando.

E mesmo que neste momento
minha alma esteja deserta
de uma coisa estou certa,
por mais que os caminhos
da vida sejam afanosos
não vou deixar de sorrir
e muito menos desistir.


Leia também
DE RENOME há 10 horas

DE RENOME De certo, alguém que não eu, N'um lugar que não aqui, Viv...
ricardoc Sonetos 6


EM LARGA MEDIDA há 20 horas

EM LARGA MEDIDA Duvido porque penso, não por cético. Há-que se quest...
ricardoc Sonetos 10


ALJÔFAR há 2 dias

ALJÔFAR Cintila sobre a face embevecida Essa lágrima só de maravilha...
ricardoc Sonetos 8


UM GULOSO CEGO NO CABARÉ há 2 dias

O homem chega no cabaré e a dona do brega oferece: -Tenho uma mulata e um...
reribarretto Humor 41


EM GRUPO há 2 dias

EM GRUPO Ser mais um entre muitos ou não ser? Eu, para bem ou mal, me ...
ricardoc Sonetos 17


CICATRIZES há 3 dias

As lágrimas não mais caiam, Pois já era um outro dia, Mas, ainda exist...
juniorcampos Indrisos 20