Quando vier
fazer amor,
seja minha
sem pudor.

Entregue-se sem medo.
Eu guardo segredo.
Não sou delator.

A. J. Cardiais