Segredos de Amor

Trago comigo guardado

Qual um licor

De selo importado

Segredos de amor
Posições, contrações, reações
De crimes de violação
De zipper, decotes e botões
De manchas sobre o colchão
De deitar no seu corpo
De dormir no seu pelo
E acordar no seu seio!
e brincar e beija- ló
tento passar decifrar
escrever .......
Mas me faltam as palavras!
As que saboreio entre dissabores
As vogais consomem- no
Adormece em brandas consoantes
Ficam tantas frases por dizer
Aquelas....
Que já não consigo escrever,
Falta-me a força
O lápis começa a tremer
Soluça.
entre os versos ,as palavras
a folha de papel cai
e leva para longe
O meu olhar tenta reconstruir mas
meu pensamento rejeita
sinto nos ares seu beijo
Beijo partido de vidro
incandescente.
De cores escorridas
e pincéis sujos.
Beijo de papel branco
No canto jogado.
Beijo cheio de ausências,
de cortes e dores,
De braços cansados.
Beijo de caminho sem volta,
de quarto vazio.
Beijo sem boca,
Sem corpo, sem custo.
Beijo no claro e vazio da minha alma
Que se solta...
Calma.....e ao mesmo tempo presa
Marcia Eli
@Direitos reservados
T6044523