Fico estudando tudo que vejo...
Daí vou misturando
com o meu desejo,
e fazendo
estas construções de letras;
estas obras abertas,
estas ideias desertas,
que não sei até onde irão.

Fico nesta alimentação
de pão e poesia,
semeando pra que um dia
ela possa entrar
no cardápio da população.

A.J. Cardiais
17.05.2011