Dou um mergulho
na palavra entulho,
e vou tentando,
com orgulho,
recuperar os restos:

Pedaços de sentimentos,
tacos de protestos,
palavras já muito usadas,
rimas abandonadas...

E assim tento
construir poesias:
com pás, picaretas
e enxadas.

A.J. Cardiais