Nunca batalhei pelos meus sonhos,
porque eles nunca estiveram longe de mim.
Meus sonhos são como um tamborim:
leves, práticos e sonoros.
Então eu pego meus sonhos,
e saio por ai, tamborilando.

Na falta do meu instrumento,
eu pego outro elemento
que tenha alguma sonoridade,
e saio pela cidade
curtindo meus sonhos.

Nunca sonhei com fama ou dinheiro...
Na verdade, sempre busquei ser feliz.
Meus heróis não morreram de overdose,
porque eles nunca precisaram se drogar
para encontrar a felicidade.

A.J. Cardiais
27.08.2015