Fique no seu mundão,
cheio de poluição,
que fico no meu mundinho,
repleto de amor e carinho.

Você cria coisas,
para se escravizar.
Eu crio ideias
para me libertar.

Deixo livre a poesia,
e o meu ser...
O que me importa
é o saber, com prazer.

Não procuro saber de coisas,
só para "mostrar conhecimento".
Procuro saber de coisas,
que me sirvam de alimento.

A.J. Cardiais