Poetas e Pássaros

11 de Maio de 2018 A.J. Cardiais Poesias 201

Deixem os poetas serem como os pássaros:
cada um com seu versar.
Os pássaros são livres na Natureza.
Cada um com seu cantar.

Há gosto para todo lado...
Tem gente que gosta do trinado
do canário.

Tem gente que gosta do “martelado”
do canção de fogo.
(talvez um ferreiro aposentado)

Há o grasnido do corvo,
o piado do pássaro novo,
o gorjear de todos os pássaros...

Deixem os poetas livres...
Cada um com seu modo
de gorjear.

A.J. Cardiais
07.01.2011

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Lembra? há 2 dias

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 21


Principio há 2 dias

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 13


Viandar há 2 dias

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 12


Fluxo do tempo. há 2 dias

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 14


Sou há 2 dias

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 12


Ame...! há 2 dias

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 11