Morena, quando tu flores,
o verbo em ti, primavera,
seguirá o caminho dos sonhos.

Quando tu flores, morena,
teus olhos serão bem me queres.
Sinal de amor, sinal de tudo.

Morena, quando tu flores,
escreva-me tua canção.
Teus lábios em mim, paixão,
adentrará todo meu
hemisfério vida.

Morena, a tua lembrança,
é um choro de rosas
e um soluço de espinhos.

Aperta-me em teu corpinho
de flor,
e sufoca-me amor.
de amor.

A.J. Cardiais