O futuro é daqui a pouco,
mas talvez não possamos vê-lo.
A vida é como um carretel de linha
ou um novelo:
quanto mais nós desenrolamos à toa,
tende a embaraçar...

Quem sabe costurar,
não espalha a linha:
vai usando-a devagar...

Quem só faz brincar,
e espalhá-la pelo chão,
depois tem que desembaraçar.
Aí veremos com quantos nós
essa linha vai ficar.

A.J. Cardiais