No Vento da Literatura

24 de Junho de 2018 A.J. Cardiais Poesias 266

Gosto da poesia quando chega
de surpresa...
Pode não ter beleza,
mas que tenha amor.

Como se saída de uma flor
para enfeitar a vida,
vai bailando distraída
sem nenhum temor.

Gosto da poesia,
como um beijo roubado.
Como um beijo estalado
numa face dura,
para aliviar a dor
de toda amargura.

Gosto da poesia pura,
da poesia sentimento;
Da que navega no vento
da literatura.

A.J. Cardiais

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
"Adoraria" há 3 horas

Eu adoraria mesmo era saber! Se realmente não sentes mesmo nada? Se não...
joaodasneves Poesias 7


"Teolenny" há 13 horas

Tu um dia foste meu amor. Eu te amei como nunca tinha amado. Onde juntos ...
joaodasneves Acrósticos 6


"Como chamar-te amiga" há 14 horas

Tudo foi tão bonito, era tudo carinho e paixão. E hoje estas tão longe ...
joaodasneves Poesias 7


Sodoma e Gomorra Estão Aqui há 15 horas

Nos dias de Sodoma e Gomorra ainda havia muitos lugares na Terra para os qu...
kuryos Artigos 8


Traços Mudados há 20 horas

O tempo passou, e eu nem percebi... Meus Deus, o que mudou? Envelheci. ...
a_j_cardiais Poesias 43


Queimando os Últimos Cartuchos há 20 horas

Sinto que estou queimando os últimos cartuchos... Estou chegando ao fim....
a_j_cardiais Poesias 32