"Quadras soltas"5


Eu queria ser um sopro do vento,

para poder beijar teu rosto,

Como não o faço a muito tempo,

sinto no peito um enorme desgosto...


A chuva caia intensa e fria,

O rio com a sua corrente forte,

A mim me chegou a nostalgia,

Acompanhada com ventos do norte...


Não sei o que pensas agora,

Mas a vida não é assim,

Antes dizias que me amavas, 

E hoje não queres saber mais de mim...


Dos simples versos que eu escrevi

Procurei sempre descrever a alegria

De dentro da gaveta retirei um e li

onde dizia, que tarde mais triste e fria ...


Hoje quero beber,

Posso beber de tudo,

Mas quero somente licor beirão,

Para afogar estas penas que estão cravadas,

dentro deste saudoso coração...