O Soprar do Vento

10 de Setembro de 2012 André Pinto Poesias 711

Como um leve sopro de vento senti você.
Senti que você estava em meus planos.
Senti que você estaria em minha vida
Que se encontra pela metade.

Por um breve momento cheguei a pensar
Que seria eterno, que seria para sempre.
Mas como bem disse o poeta:
"... o para sempre, sempre acaba..."

Não me tornei uma exceção. Acabou!
Acabou o sonho de viver a dois
Onde na verdade seriam um só!
Dois corações em um!

Mas acabou sendo, de certa forma,
Revigorante. Pois disse tudo o que
Em meu coração transbordava
E fiquei leve, leve como o ar.

Sei que pareceu um arroubo juvenil.
Ou até mesmo infantil.
Mas quem não fica como uma criança
Quando esta apaixonado?

Quem não ver o mundo com os olhos
De uma criança quando se esta encantado
Com o todo de uma alma linda e transparente?
Quem não vira criança diante do amor?

Tudo acabou bem. Pois começou bem.
Começou lindo e aos poucos foi se mostrando
E viu-se o amor estampado em meus olhos juvenis.
Em meus olhos de criança.

E viu-se o amor se esvair como o
Último sopro de vida duma alma solitária.
Assim, restou a amizade que foi solidificada
E fortalecida com aquilo que chamamos de amor.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Domingo,pede carinho… há 12 horas

Os últimos acordes do domingo,mas sempre ao lado de quem amo... Namorada...
anjoeros Poesias 5


"Vou chorar" há 14 horas

A partir de hoje vou chorar todas as noites Agora que te fostes do meu la...
joaodasneves Poesias 10


Honrando o Sumo Sacerdote há 14 horas

Se nos entregarmos à conduta desse sumo sacerdote, se por ele somente nos ...
kuryos Mensagens 7


FRANCO-CANADENSE - Des-História Universal há 15 horas

FRANCO-CANADENSE Desenharam um país de costa à costa À revelia entã...
ricardoc Sonetos 5


FRANCO-CANADENSE - Des-História Universal há 15 horas

FRANCO-CANADENSE Desenharam um país de costa à costa À revelia entã...
ricardoc Sonetos 5


Oração ao Anjo da Guarda… há 17 horas

A fé é algo que aprendemos desde pequenos. Eis a importância de mostrarm...
anjoeros Poesias 5