A Vida Seguirá o Seu Rumo

12 de Outubro de 2012 Silvio Dutra Poesias 334

Dos caminhos de morte nem sempre me desviei.
Colhi muitas tempestades dos ventos que semeei.
Mas achei misericórdia...
a mão que se estendeu e me ajudou.
Não era a mão do homem.
Era a mão do meu Deus e Senhor.

Tirou-me dos atalhos do caminho da morte.
Fez-me andar no caminho em que há vida.
Seus pontos de destino são certos e seguros.
Não possui atalhos ou veredas tortuosas.
Cada nova estação conduz a lugares mais elevados.
A maiores manifestações da sua luz.

Como conheceria o que aos homens é ocultado
se não me fosse revelado pelo meu Senhor?

E assim a vida segue o seu rumo.
Porque a graça me fez achar
a fonte da verdadeira vida.

Revivificada agora sem que soubesse o modo,
sem que entendesse o como
do enchimento do amor transformador
vindo do alto,
chegado do céu
nas divinas mãos do meu Senhor.

Dificuldades?
Não importam.
Porque agora a vida segue o seu rumo.
Tristezas, decepções, canseiras
e até mesmo a morte
Que importa?
Se a vida afinal triunfará.

O bem vencerá o mal.
O amor enxugará as lágrimas.
Suportará as ofensas.
Perdoará e restaurará.

As feridas serão saradas.
As mágoas esquecidas.

Anjos cantam
e os santos bradam aleluias
porque se move neles
o Senhor da glória.
A fonte e razão da sua alegria.

Em vindo a doença, a fraqueza,
a velhice, o sofrimento...
a nova vida recebida do céu
seguirá o seu rumo,
porque está destinada a vencer tudo.
E nada deterá seu crescimento.

Como rio de águas vivas
esta vida de Cristo segue o seu rumo,
dando vida aos que se reconhecem pecadores.
Que se arrependem do que são
e que desejam ser perfeitos como Deus.

Cristo se agrada em lhes restaurar
Porque é a vida deles.
Veio para que tivessem vida.
aqueles que estavam mortos em espírito
por causa do pecado.

Se a vida seguirá o seu curso,
indo sempre adiante como um rio.
E se esta vida se funda
na verdade e na justiça.
Como se viverá tal vida
na hipocrisia, na falsidade
e na mentira?


A vida seguirá o seu rumo
naqueles que acharam o rio de águas vivas.
Mas mesmo estes que acharam tal rio
verão que ele tem profundidades
que são desvendadas com humildade
e que significam a obtenção
de maiores graus desta nova vida.


Silvio Dutra


Leia também
GRECO-ROMANO - Des-História Universal há 1 hora

GRECO-ROMANO Os deuses se confundem nas histórias Dos povos que se fun...
ricardoc Sonetos 7


John Owen - Hebreus 1 – Versos 1 e 2 – P4 há 4 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 5


John Owen - Hebreus 1 – Versos 1 e 2 – P3 há 4 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 6


John Owen - Hebreus 1 – Versos 1 e 2 – P2 há 4 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 5


John Owen - Hebreus 1 – Versos 1 e 2 – P1 há 4 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 7


"Ontem a noite" há 17 horas

Ontem pela noite Sentei-me no sofa A saudade batia-me no rosto A solidã...
joaodasneves Pensamentos 21