Desfrute

24 de Novembro de 2012 Silvio Dutra Poesias 467

Eis que sempre vem o sol
Como saído de um esconderijo
Trazendo calor, luz e vida.
Porventura não traz consigo a mensagem
De que nada valem sentimentos de morte
Se o próprio Deus não é Deus de morte
Mas de vida?

Olhe ao redor e se encante
Escolha a alegria e se levante
É certo que há o que entristece
Mas seja alegre e desfrute.

Desfrute tudo o que for lícito
Não se deixe prender por nada terreno
Mas use com alegria o que Deus criou.

A própria imaginação é um dom divino
E com ela também criamos coisas úteis,
belas, aprazíveis.

Tudo que é bom nos clama:
Desfrute.
O tempo passa
E coisas há
Não apropriadas à velhice.

Voltar no tempo é impossível.
Viva então o presente
Segundo o modo apropriado
A cada fase da vida.

É certo que há uma vida melhor
Um tempo inigualável
Pelo qual esperamos.

Importa entretanto viver neste tempo
Aguardando o tempo que vem chegando
Como se as promessas já estivessem cumpridas
Porque não foi para a morte que fomos criados
Mas para a vida.
Não para a tristeza, mas para a alegria.
Não para a tormenta, mas para a paz.

Aprimore portanto o seu pensamento
Fixando-se naquilo que é bom e agradável
Diga não para os sentimentos de morte
Respire o ar espiritual da vida
Afinal, respirar não é próprio da morte
Mas da vida.

Exercite-se, trabalhe, caminhe e ore
Não se permita ser vencido por si mesmo
Entregando-se a um desalentado esquecimento
De tudo aquilo que lhe tem sido disponibilizado
Esperando apenas ser desfrutado.

Então, desfrute.


Leia também
Minha essência é a eternidade. há 2 horas

Manhã cinza dia tão estranho e ruim, Paira no ar uma sensação de fraca...
elisergio Sonetos 5


LAMPEJOS há 2 horas

LAMPEJOS Eu pouco a pouco volto à realidade. Ao acordar, lamento antes...
ricardoc Sonetos 4


Deixe Esse Amor Crescer há 17 horas

Deixe esse amor crescer... Ele está brotando em um coração árido. De...
a_j_cardiais Sonetos 33


Ás palavras não são mais meu legado. há 18 horas

Fiz-me silenciar por que te perdi! Tu me revogara a licença concedida, D...
elisergio Sonetos 7


Não há o que comemorar. há 18 horas

Não há de fato o que comemorar! A virgem do sertão não é independente...
elisergio Sonetos 6


A vida depois daqui! há 18 horas

Ver que a morte não é o fim, é o início! Disse-me com amor chamando de...
elisergio Sonetos 7