É muito incomum,
que as pessoas
deem a devida consideração
ao fato, de que
no princípio da criação
o homem era perfeito,
e que não havia nele
qualquer falha,
impureza ou rebelião.

Todavia, é de vital importância
disso ter consciência
e se dar a devida consideração
porque, senão,
se torna muito difícil
para o homem pecador,
conceber a ideia
de que fora criado
para ser perfeito,
e sobretudo perfeito
com a mesma santidade
que existe em Deus.

Como há em toda pessoa,
desde a queda de Adão,
uma tendência em sua natureza
para o mal,
e se comportar de um modo
que Deus até mesmo abomina,
dificilmente alguém será livrado
de tal condição,
enquanto não reconhecer seu pecado
e a real necessidade de libertação.

Para isto será preciso
ser convencido do pecado.
O que é feito pelo Espírito Santo,
para ser levado ao arrependimento,
e ao novo nascimento.

Quando se mantém no esquecimento
A verdade de que Deus criou
o homem perfeito no princípio,
é muito comum que se veja
o homem se consentindo
padrões de pensamento
e de comportamento
totalmente contrários
a tudo quanto Deus
havia planejado.


Oh! Que o Senhor nos ajude
a lembrarmos sempre esta verdade
de que fomos criados
para sermos perfeitos em santidade.

E ainda que saibamos
que nunca será possível
tentar atingir este perfeição
enquanto se vive aqui na terra
ao menos me deixem
morrer tentando.