Na estrada percebendo, aquilo que vai se movendo, pelas rodas a vagar
As histórias e morais, as dores e amores, aquilo o que vem e vai
Dos tristes ao recanto se condena, a alma envenena, achando que não merece mais
Aos vitoriosos a alegria reflete, o coração esbanja euforia, daquilo que um dia, reconhecimento mereceu.
Mas aqui, vendo o roteiro, falta algum trecho, uma peça que se vai
Acho que tem nome de solidariedade, daquilo que ninguém se lembra mais
Pensando bem, suas vidas não seriam tão pequenas,
Se todos se importassem mais
Choros e alegria seriam compartilhados,
Construindo mais um pouco de estrada,
Na longa jornada,
Que a Estrada da vida trás.