A Velha ignorante.

02 de Janeiro de 2013 Lorrana Poesias 447

Talvez por não ser suficientemente forte,
Ou madura para entender
Tenho pensamentos vagos,
Filosofando por assim dizer,
Mas o conteúdo que pronuncio,
É a sinceridade do coração
E o que tenho observado
Por anos de solidão,
Seria muito clichê,
Falar apenas das coisas belas,
Mas de último momento, a ignorância me pareceu certa,
Algo que não precisamos refletir, nem nos preocupar,
Sentir apenas, poder descansar,
Mas a ideia caiu por terra
Despertada pelo discernimento
Ou até mesmo pelos próprios pensamentos
Resolvi então viver, viver sem pensar, pensar em viver.


Leia também
Minha essência é a eternidade. há 4 horas

Manhã cinza dia tão estranho e ruim, Paira no ar uma sensação de fraca...
elisergio Sonetos 5


LAMPEJOS há 4 horas

LAMPEJOS Eu pouco a pouco volto à realidade. Ao acordar, lamento antes...
ricardoc Sonetos 5


Deixe Esse Amor Crescer há 19 horas

Deixe esse amor crescer... Ele está brotando em um coração árido. De...
a_j_cardiais Sonetos 35


Ás palavras não são mais meu legado. há 20 horas

Fiz-me silenciar por que te perdi! Tu me revogara a licença concedida, D...
elisergio Sonetos 7


Não há o que comemorar. há 20 horas

Não há de fato o que comemorar! A virgem do sertão não é independente...
elisergio Sonetos 6


A vida depois daqui! há 20 horas

Ver que a morte não é o fim, é o início! Disse-me com amor chamando de...
elisergio Sonetos 7