A Velha ignorante.

02 de Janeiro de 2013 Lorrana Poesias 451

Talvez por não ser suficientemente forte,
Ou madura para entender
Tenho pensamentos vagos,
Filosofando por assim dizer,
Mas o conteúdo que pronuncio,
É a sinceridade do coração
E o que tenho observado
Por anos de solidão,
Seria muito clichê,
Falar apenas das coisas belas,
Mas de último momento, a ignorância me pareceu certa,
Algo que não precisamos refletir, nem nos preocupar,
Sentir apenas, poder descansar,
Mas a ideia caiu por terra
Despertada pelo discernimento
Ou até mesmo pelos próprios pensamentos
Resolvi então viver, viver sem pensar, pensar em viver.


Leia também
Poema Rosa Para um Dia de Sol há 5 horas

A Rosa Emília A Rosa que an...
a_j_cardiais Poesias 32


Poema Suado há 5 horas

Estou num deserto de inspiração... Nada passa por aqui... Nem ladrão. ...
a_j_cardiais Poesias 28


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 3 há 8 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 6


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 2 há 8 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 6


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 1 há 8 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 6


""Ser deficiente, não é o final"" há 1 dia

Nos somos todos iguais, E ao mesmo tempo diferentes, Somos todos normais,...
joaodasneves Poesias 13