Meu pequenino

17 de Janeiro de 2013 MCSCP Poesias 325

Ainda me lembro do momento
Em que teu coração pulsava em mim.
Eu ficava atenta e fazia silêncio
Para, tua vida, eu poder sentir.

Ficava ansiosa para saber como eras,
Mas tive de aguentar a longa espera...
A cada mês, crescias um pouquinho
E eu ficava sonhando com o teu rostinho.

Olhando para tuas lindas roupinhas
E para os brinquedos que guardei para ti,
Eu sentia uma imensa alegria
Por tudo o que Deus fazia, e ainda faz, por mim.


Houve momentos de aflição
E eu temia te perder...
Mas o Altíssimo me estendeu a mão
E minha fé tornou a crescer.

Eu sempre dizia ao teu pai
Que terias olhos iguais aos dele.
Mas nasceste "o clone" do papai!
És o fruto do amor meu e dele.

Meu pequenino e amado Elias,
Teus olhinhos são a mais pura melodia,
São a minha felicidade, a razão de minha vida...
É a sublime inspiração que floresce a cada dia.

Hoje, quando ensaias os teus passinhos,
Queres correr por toda a casa!
És como o veloz passarinho
A cortar o ar com suas asas.

Meu filho, és muito amado
E todos te querem bem.
Papai do Céu segue ao teu lado,
Jesus e os anjos também.

Por isso, nunca penses que estás sozinho.
Haverá sempre um anjo bom em teu caminho.
Deus sempre vai te amar,
Sua misericórdia te conduzirá.

E quando eu partir desta vida,
Adormecendo nos braços de Jesus,
Lembra-te de que a fé nos vivifica
E de que Deus é a nossa luz.

Preciso que saibas disso:
Há um inefável paraíso
No qual não há morte, nem choro, nem dor.
Ele é a morada que Deus nos preparou.

Aos que creem, a ressurreição é certa,
É a certeza da prometida vida eterna.
O paraíso é onde vamos chegar
Quando nossa jornada findar.

Deus é a certeza do reencontro desejado.
Por isso, não há nada a temer.
A fé é nosso escudo, Jesus é nosso amparo
E Deus é o sentido do nosso viver.

Filho amado, filho meu,
Nunca abandones o nosso Deus.
Ele é a preciosa herança
Que alimenta o nosso amor e a nossa esperança.

Sei que ainda és pequenino,
Minha doce criança.
Mas é desde menino
Que precisas guardar essas coisas na lembrança.

Amo-te, filhinho do coração.
Enquanto eu viver, serei o teu ninho de amor, carinho
e proteção.
Estou ao teu lado, para te conduzir à verdade:
A fé em Jesus nos conduz à eternidade.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Lembra? há 2 dias

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 21


Principio há 2 dias

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 13


Viandar há 2 dias

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 11


Fluxo do tempo. há 2 dias

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 14


Sou há 2 dias

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 12


Ame...! há 2 dias

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 11