Janelas e Portas

05 de Maio de 2013 Leonardo Koury Poesias 332

Tanta falta de coragem
De dizer o que pensa.
Eu sofro, por perceber
Que você quer o fim.
E ainda mais por
Entender
Que não tem forças
Para dizer isso para
Mim.

Na sua vida cheguei
Quem falou em futuro,
Seu coração abala
No presente.
Oh meu bem,
Viver não é seguro.

Segura nem mesmo
As paredes,
Tem ouvidos,
Sustentam janelas
E portas.

Você diz que me ama
E quem falou que retas
Não são tortas?

Depois de mim,
Teu resto é passado.
Bem diz os poetas
Conscientes.
Passado é o que fica,
Se não ficasse seria
Presente.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
REMEXENDO OS GUARDADOS há 11 horas

Entre as páginas amareladas Dum velho romance de amor Guardei a carta pe...
madalao Poesias 11


CLAMOR ( rondel) há 11 horas

Justiça! Vivo clamando aos quatro ventos. Silêncio! Porque resposta eu n...
madalao Rondel 5


OH HOMEM! (rondel) há 11 horas

Oh homem! Teus calores me agitam, E meu corpo fica em estado convulsivo. ...
madalao Poesias 7


E AGORA? (rondel) há 11 horas

E agora? Que podemos fazer? Remediar é coisa que não adianta. O mal f...
madalao Rondel 7


CORPOS UNIDOS há 11 horas

E me puseste no teu leito, Com cuidados de amante perfeito. De desejos mi...
madalao Poesias 7


Defensoria há 23 horas

Estou como os advogados: procurando brechas, nas leis do sistema, para d...
a_j_cardiais Poesias 40