POESIA DE AMOR

25 de Junho de 2013 Luciah Lopez Poesias 259

POESIA DE AMOR

...o vento me fala de um tempo futuro.

Fala das cores de um por do sol
das gotas de tinta
escorridas numa tela que só eu sei pintar.

O vento afaga os meus cabelos vermelhos
tintos do suor das uvas
que insistem em amadurecer agora
quando as portas da catedral ainda não se abriram...

O vento traz um perfume que eu não conheço. ( ! )

Um perfume diferente do sândalo e da erva doce
com os quais lavei as minhas palavras
deixando-as secar sol
para depois escrever cada rima e cada verso
que brotavam como gemas preciosas...

Sopra vento! Sopra...

Traga-me o pó dos pergaminhos
o sangue da terra
o breu e a magenta florescida no coração que pulsa
no grito daquelas que controlam as horas
em rocas de madrepérola.

Traga-me o futuro e o passado
engastado num anel de tempo
pedra de fogo
luz dos meus olhos
perdida nos seus olhos;
antítese de um sonho preso num relicário.

Silencio!
O tempo agora dorme
enrodilhado feito um gato
no desvão de um olhar que não se abriu.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
"Livro sem letras" há 1 hora

Meus livros já estão sem letras Meu papel sem cor Com a caneta vazia Q...
joaodasneves Poesias 5


Amor há 2 horas

Quando Jesus diz que aquele que o ama é quem guarda os seus mandamentos, o...
kuryos Acrósticos 6


ESTÁ TÃO ESCURO (poesia infantil) há 4 horas

Está tão escuro Por causa do muro O chão é duro Não bata o nari...
madalao Infantil 6


Amor de Primavera há 18 horas

Morena, quando tu flores, o verbo em ti, primavera, seguirá o caminho do...
a_j_cardiais Poesias 42


CICATRIZES há 23 horas

CICATRIZES Não se vive essa vida impunemente... Todo mundo, mais dia m...
ricardoc Sonetos 6


" Amar é" há 1 dia

Amar e como voar, no mais azul dos céus. É sentir a sensaçao de estar n...
joaodasneves Poesias 12