O FIM

11 de Agosto de 2013 Andressa Marques Poesias 561

Como irei amar um dia
Se o amor me desfaleceu
Vivo em mundos distantes
Na tristeza crepuscular
Na solidão do inverno
Meu coração se desfez quando você se foi
Tempo fechado
E como faz frio
Tudo é gélido em mim
Tranquei as portas de minha alma
Janelas fechadas
Não deixo mais a luz entrar
O passar dos dias pesam sobre mim
Recordações, fatos, fotos, versos, solos musicais
Convite para dor
Penso em ir embora
Penso em tantos desvarios
Passo noites em claro e dias no escuro
Contradição cotidiana
Saudade em demasia
Dias cheios, sensações vazias.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Pelo Espírito há 2 horas

Nada do que Jesus cita no Sermão do Monte nos capítulos 5 a 7 do evangelh...
kuryos Acrósticos 4


A Linha da Vida há 4 horas

O futuro é daqui a pouco, mas talvez não possamos vê-lo. A vida é com...
a_j_cardiais Poesias 26


Obedecendo o Vento há 18 horas

As folhas caem, e eu quero falar sobre isso, sem me preocupar com o feiti...
a_j_cardiais Poesias 36


"Verão na Europa" há 21 horas

Hoje começou o verão Mas todos os dias, são dias de verão O verão na...
joaodasneves Poesias 8


"Maria Emília" há 22 horas

Meu amor Antes de tu nasceres Raramente eu pensava em ti Iria com o pass...
joaodasneves Acrósticos 8


"Sou" há 23 horas

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 10