Triste Março passou.
Em Abril um novo amor.
Maio vazio ficou.
Era Junho, você sem eu,
Mas Agosto você voltou

Dezembro que brilhou.
Não lembro se foi Novembro, que fulgor!
Julho sei que não foi,
Setembro também pulsou.

Janeiro de tão maneiro,
Em Outubro retornou.
Mas foi ilusão, seu amor findou,
Num Fevereiro que brotou.