À sombra do gigante

02 de Setembro de 2013 coyote Poesias 493

É um poeta pequenino
Em suas horas de indolência
Como devaneia este menino!
Enchendo a memória de vivência
À luz de seu tempo é um felino
À sombra do gigante, inocência.

Um poeta atormentado
Pequenino mas sofrido
Um gigante acordado
Um menino adormecido
À luz de seu tempo, amordaçado
À sombra do gigante, embevecido

Um poeta tão brilhante!
A poesia n’alma mora...
Compondo é um gigante
Meditando quando chora
À luz de seu tempo é fascinante!
À sombra do gigante que apavora

É um poeta iluminado...
Não escreve por modismo
Um menino apavorado
À sombra de um gigante
Da vida, enamorado...
Que brota num instante

À luz de seu tempo... um gigante
À sombra do gigante... um menino

Composição de 09 de abril de 1999, inserida
no livro A Passagem dos Cometas, pág. 121.
Edir Araujo, autor dos livros A Passagem dos
Cometas, Gritos e Gemidos e Fulana (inédito).

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
" Amar é" há 8 horas

Amar e como voar, no mais azul dos céus. É sentir a sensaçao de estar n...
joaodasneves Poesias 6


PAU DE FITAS há 13 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 5


PAU DE FITAS há 13 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 5


Falta de Amor ao Próximo há 17 horas

A razão de viver é amar... Mas a maioria das pessoas vive o amor ao din...
a_j_cardiais Poesias 37


Amor a Deus x Amor ao Mundo há 18 horas

Nos dias do autor não havia automóveis como os luxuosos que existem em no...
kuryos Artigos 8


A Origem e a Razão de Ser de Tudo há 23 horas

Deus não criou todas as coisas para depois intentar formar uma Igreja. Ao...
kuryos Artigos 16