Quem ontem era amor
Hoje é indiferente
E quem não te dava valor
Hoje só quer te ver contente.

O mundo sempre gira
E vacilão sempre roda
Uma nova chance vira
Toda vez que a gente acorda.

O que vivia de nariz em pé
Menosprezando as pessoas
Agora é só um qualquer
Seu nome, ninguém ressoa.

Aquele você zomba atualmente
Um dia você pode amar
Mas de forma descontente
Vai olhar e esnobar.

Alegria em um momento
No outro, solidão
Quem antes era um tormento
Pode vir ser solução.

Não sabemos o que pode acontecer
O amanhã é uma novidade
Pra depois não se arrepender
Aja sempre com humildade.